Menu Principal

História

Atividades

Livraria

Cursos

Estudo On-Line

Login




Designed by:
SiteGround web hosting Joomla Templates
Seminário PDF

  

Segundo ano que realizamos o último seminário do ano com o tema A Revista Espírita, sendo este o ano de 1859.

 

Todo espírita, que se preza, e, realmente, é kardecista puro deve estudar esta obra de 12 volumes e o 13° volume é o índice remissivo. Obra que esclarece o espírito de sua condição de ser imortal, as relações sociais com o encarnado e este com o desencarnado. Fatos incontestáveis sobre aparições, visões, escrita direta, fenômenos de transporte, transfigurações e outros fenômenos. Alertas sobre as consequências desastrosas quando a relação entre os espíritos encarnados e desencarnados não é de respeito, esclarecimento, e, claro, a naturalidade que deveria ser se se admitisse que somos imortais, reencarnados e nos comunicamos nos dois planos corpóreo e incorpóreo. As defesas do mestre de Lyon Allan Kardec as perseguições e difamações perversas e gratuitas ao Espiritismo e ao trabalho do mestre empreendido por mais de 13 anos, esclarecendo e realizando desobsessões àqueles que completamente desequilibrados bateram na porta da Sociedade de Estudos Espíritas de Paris.

 

A ignorância, descrença e estupidez advindo das lavagens cerebrais das imundas religiões, culminaram neste estado de ojeriza ao espírito e a tudo que se trate dele, nas manifestações dos mesmos e os princípios existenciais. Não é à toa que como bem esclarece o pesquisador espírita kardecista puro Carlos Bernardo Loureiro: “Quando houve o lançamento d‘O Livro dos Espíritos, não há mais necessidade da religião! (...) os religiosos ficaram enlouquecidos com as idéias ali divulgadas. Destrói todas as suas farsas e ilusões. Não foi sem demora que iniciaram o ataque a Kardec e ao Espiritismo! ”

 

Assim, o Espiritismo passou a ser rechaçado como ruim, indigno e demoníaco. Enquanto a violência, as perversões sexuais, corrupções, desespero, suicídios e vícios assolam a humanidade por conta desta negação ao Espírito e as responsabilidades éticas de nossas atitudes impensadas até brutais a lei natural, gerando consequências terríveis. E as religiões? Mergulhadas em escândalos de pedofilia, perversões outras, corrupções, assassinatos, sequestros, tráfico humano, prostituições e milhões ainda acreditando nestes monstros.

 

O esclarecimento é a única alternativa para o Espírito se se quiser sair do estado miserável que se encontra. Haja vista que é a falta de raciocínio lógico e de pesquisa as manifestações dos Espíritos que fizeram milhões acreditarem na estúpida invenção chamada Morte e na inexistência do Espírito, e, ainda, se verem espantados quando informamos que a religião católica matou 25 milhões na inquisição, sem contar as outras religiões que da mesma forma para se impor foram responsáveis por outros genocídios.

 

Estudem as obras do Mestre de Lyon Allan Kardec! Como bem esclarecia o querido pesquisador Carlos Bernardo Loureiro: ‘Estude Kardec, depois questione. ”

 

E, mais, continuando com o querido pesquisador: “Precisamos resgatar o conceito de Espiritismo. Ninguém conhece o Espiritismo aí fora (...) confundem o Espiritismo com fetichismo. ”

 

 

 

Cristiane Amaral de Jesus

 

9:50 – 06/09/2017